O que fazemos

O trabalho da ABRE é simples. A idéia é facilitar o encaminhamento de doações de qualquer tipo ou quantidade a instituições que possam aproveitar o item doado.
Na correria do dia-a-dia, com o trânsito, as distâncias e a falta de tempo, a nossa proposta é centralizar as doações de pessoas físicas ou de empresas em um espaço onde as instituições tenham a opção de receber apenas o que puder ser realmente útil no atendimento prestado.
Inicialmente, o objetivo era atender apenas instituições de pequeno porte, isto é, com atendimento de até 50 pessoas. Porém, percebemos que mesmo quando esse número de atendimento é o apresentado pela instituição, ele não corresponde ao número real de atendimentos. Verifica-se comumente o atendimento às famílias e à comunidade em forma de bazares ou de doações regulares de itens de primeira necessidade, pela carência da comunidade de entorno; o que acaba comprometendo a qualidade do atendimento como um todo pela divisão dos recursos da instituição.
Atualmente a ABRE atende 31 instituições, com diversos públicos, desde um Quilombo até um Presídio, encaminhando racionalmente as doações recebidas.
Para agilizar o encaminhamento das doações e atestar a seriedade dos atendimentos, a ABRE realiza a cada 02 (dois) anos, visitas presenciais a todas as instituições que nos procuram solicitando apoio.
Nessas visitas, atualizamos os dados de atendimento como quantidade de pessoas atendidas, principais necessidades e quais os projetos em andamento que possam ser apoiados através de doações. Também fotografamos o espaço para que os doadores possam consultar e conhecer as instituições atendidas pela ABRE.
O tipo de atendimento e a quantidade de pessoas atendidas são sempre os primeiros critérios avaliados para o encaminhamento das doações.
O tipo de atendimento indica o melhor aproveitamento para cada tipo de doação e o número de pessoas atendidas permite a redistribuição em quantidades adequadas. O tipo de atendimento é definido segundo a faixa etária assistida.
Apesar de, em alguns casos, a qualidade do trabalho poder ser questionada, é grande o esforço para atingir os requisitos atuais de atendimento. Contudo, ainda é grande o número de instituições que centralizam o atendimento à assistência social, com doações de cestas básicas, material escolar, vestuário, remédios e outros itens para garantir uma estrutura mínima de sobrevivência.


Gráfico da atuação